Colunas do Vagner

Caixa de Pandora, por Vagner Carvalheiro

12/08/2018 às 16:20 | Tags: ,

“Caixa de Pandora”


Imagem retirada da internet – Caixa de Pandora

Iniciar novos projetos e nomear as coisas é sempre uma tarefa difícil!

Estava pensando qual nome ganharia minha coluna neste site e foi quando me lembrei que já escrevi regularmente em um outro site, bons tempos!!!
Minha coluna chamava-se Pandora.

Pandora foi a 1ª mulher criada por Zeus, recebeu diversos dons: sabedoria, bondade, beleza, paz, generosidade e saúde. Ganhou uma caixa que nunca poderia ser aberta. Nela havia muitos pensamentos, sentimentos e energias que fazem parte deste mundo, mas que não consideramos tão bons.

Com a caixa, Pandora ganhou também a curiosidade: abriu a tampa da caixa e tudo o que nela havia escapou, incluindo dor e sofrimento. Na tentativa de guardar alguma coisa, conseguiu aprisionar a esperança que logo foi solta, tocando as feridas criadas pelos males do mundo e curando-os, permitindo que a esperança surgisse na humanidade.
Acredito que a curiosidade de Pandora foi decisiva para que a esperança permanece até hoje guardada em nossos corações.

Pandoras era o nome que ganhava as bonecas articuladas, feitas em madeira, durante o século XVIII que eram utilizadas como manequins para os criadores de moda divulgarem seus luxuosos vestidos em miniatura. Na França eram chamadas de poupées de mode. Numa época onde não existiam revistas de moda como conhecemos hoje, as pandoras transmitiam uma imensidão de novas ideias, tendências, modelos e pensamentos.


Imagem retirada do Pinterest

Decidi então retomar meu antigo ideal: escrever uma coluna com uma certa periodicidade. A antiga coluna “Pandora” foi revisitada e agora transforma-se em “Caixa de Pandora”. Resgatei o antigo desejo de fazer da minha coluna um espaço para apresentar “coisas” novas, mesmo que” estejam esquecidas no passado, vivas no presente ou aguardando o futuro, mas que possam trazer algum momento de reflexão.

Que todos nós possamos, em algum momento mágico do dia, da semana ou do mês transformarmo-nos em Pandoras: abrir a caixa do nosso coração, olhar a história do mundo e a nossa própria história com outros olhos para poder escrever e reescrever nosso presente e futuro com as cores que desejarmos.

Leia Também

3 Comentários

  • Responder Erika Valéria Galindo 22/08/2018 at 14:06

    Quanta magia em suas palavras… a magia que nos faz sonhar e nos encanta.
    Vou aguardar ansiosa o que virá.

  • Responder Carla Fung 15/08/2018 at 17:02

    Maravilhoso …DIVO q amo.

  • Responder Ana MOnteiro 13/08/2018 at 12:03

    Super benvindo querido! Sera um prazer ver voce por aqui.

  • Comentar