Entrevistas 01/06/2011 às 10:58

Recentemente mordida pelo bichinho da Blythemania, a produtora e diretora de cinema espanhola Verónica Vigil teve a gentileza de me ceder um pouco do seu tempo, em uma conversa super descontraida, na qual falamos sobre o chiquérrimo mundo do cinema, sobre suas influências artísticas e, claro, sobre sua linda Angelica Eve, a Angie.

Nascida em Gijón, Asturias, na Espanha, Verónica atualmente reside em Madri, onde trabalha, em sua própria produtora cinematográfica. Amante de filmes de terror desde tenra idade, ela conta que seu preferido é Night Of The Living Dead, dirigido por George A. Romero.

Na sua lista de queridinhos das peliculas, Verónica destaca Stanley Kubrick e Sam Peckinpah, dizendo que “quer ser como eles quando crescer“. 8 Outra paixão são os anos 60, e conta que adoraria ter uma máquina do tempo para voltar a tal década e visitar as antigas famosas boates UFO Club e The Marquee, em Londres.

Produtora e diretora em flagrante ascensão, Verónica Vigil foi indicada para a premiação de 2011 do Prêmio Goya, o Oscar espanhol, na categoria Documentário. Os Prêmios Goya são atribuídos anualmente pela Academia das Artes e Ciências Cinematográficas da Espanha, com a finalidade de premiar os melhores profissionais em cada uma das diversas especialidades do setor.

Tati: Sobre o Prêmio Goya, qual foi a sensação de ser nomeada para um prêmio tão importante?
Verónica: O documentário “O cinema Libertário” foi indicado como Melhor Curta de Documentário Espanhol e eu nunca vou esquecer a manhã na qual eu soube disso. Foi um dos momentos mais felizes da minha vida. Eu fiquei e ainda estou muito emocionada com isso. Foi certamente o pico da minha carreira até agora, e uma grande honra ser reconhecida pela Academia Espanhola de Cinema. Isso me deu muita força para continuar trabalhando duro.

A entrevista deste mês será um momento CULT!

Tati: Como voce descobriu as Blythes?
Verónica: A primeira vez que vi uma boneca Blythe foi em um comercial de TV da marca Babaria (uma marca de beleza) e lembro-me como seus grandes olhos me chamaram a atenção. Mas as Blythe me roubaram o coração mesmo quando comecei a ve-las pelo Flickr. Eu ficava olhando fotos maravilhosas dessas criaturinhas adoráveis e realmente caí de amores por elas… E refletindo sobre aquela época, tenho que tambem culpar você, querida Tati, porque o teu Flickr foi um dos primeiros que passei a acompanhar regularmente. Suas bonecas formam uma linda família, e acho que isso terminou por me convencer a ter minha própria cabeçuda! De fato, sou sou muito grata às bonecas Blythe, umas vez que graças a elas, eu melhorei meu inglês e ainda fiz amizades maravilhosas, como com você.

Tati: Como foi a escolha da sua primeira boneca? Porque voce escolheu a Angelica Eve?
Verónica: Para ser honesta, foi AE que me escolheu! Eu estava acompanhando um anúncio do eBay sobre ela, era muito tarde, eu estava super cansada e, então, meio que sem querer eu cliquei no botão “Comprar”! Mas foi o descuido mais legal que eu já fiz!

A entrevista deste mês será um momento CULT!

Descobri AE no Flickr, e sempre amei o cabelo dela. Eu nunca vi uma boneca com um ondulado tão lindo. Ela é de uma beleza surpreendente, muito sofisticada para um bonequinha. Considero ela uma mistura de Brigitte Bardot, Jerry Hall, e Veronica Lake! Hahahahah!

A entrevista deste mês será um momento CULT!

Tati: Voce tem planos de termais bonecas Blythes? Quem sabe ter uma pequena família?
Verónica: No principio, quando eu comprei a Angie, eu pensei que ela seria a única Blythe que eu teria. Mas tenho que confessar que eu mudei de idéia! Eu adoraria ter uma Doronjo um dia. Eu também adoro a Matryoshka Maiden e a Simply Guava (uma das mais belas na minha opinião).

A entrevista deste mês será um momento CULT!

Tati: O que você acha de mulheres e homens adultos brincando com bonecas e brinquedos em geral?
Verónica: Eu amo a idéia. Eu acho que os tempos mudaram muito… A cada dia existem mais e mais brinquedos para adultos nostálgicos. Isso é um sinal de evolução e sensibilidade. Definitivamente, o mundo seria um lugar melhor se os nossos governantes extravazassem as energias com armas de brinquedo! (Nota da Entrevistadora: HAHAHAHAHAHA!)

A entrevista deste mês será um momento CULT!

Tati: Como bonecas e brinquedos se encaixam no seu estilo de vida?
Verónica: Eu sempre gostei de brincar com bonecas e brinquedos em geral. Quando eu era criança eu tinha muitas bonecas, mas eu também costumava brincar com os “brinquedos de meninos”. Eu tinha muitas armas, estrelas de xerife, carrinhos… Eu era e ainda sou bastante eclética. Eu também adoro bichinhos de pelucia e os meus favoritos são três porquinhos que vivem comigo e tem um Flickr só pra eles. Eles são mágicos e muito especiais para mim. Eu acho que não quero jamais perder a criança dentro de mim!

A entrevista deste mês será um momento CULT!



Posts Relacionados





1 Comentário em “A entrevista deste mês será um momento CULT!”


Karin Klapper ♥ 02-06-2011 | 18:17 ♥ Responder

Amei a entrevista com a Verónica, curtindo sua blythe e seus ursinhos, maravilhoso.
Agora, lá no alto lí Fedra continua ciumenta.Que vergonha, parece até umas duas menininhas irmãs que conheço. Não pode Fedra, tem de que aprender a dividir com as manas e amiguinhas. Um beijão para você.


Comentar






38 37 36 35 34 33 32 31 30 29 28 27 26 25 24 23 22 21 20 19 18 17 16 15 14 13 12 11 10 9 8 7 6 5 4 3 2 1