Histórias

História da Renata e da Vicky

22/10/2010 às 14:51

Minha história com as Blythes começou semelhante a de muitas meninas. Navegando pelo Flickr me deparo com fotos de bonecas cabeçudas e com olhões. “Que boneca é essa?” “Que cabeça grande!” foram os primeiros pensamentos. Pesquisando um pouco mais, me passei a questionar o que mulheres de mais de 20 anos faziam com bonecas assim e imaginem minha cara quando vi o preço delas! o.O Aí é que eu questionava mais. Comecei a entrar em alguns grupos do Flickr e a procurar no Google algumas fotos delas. Eu não percebia que estava num caminho sem volta.

Lembro do início do We ♥ Blythe, que eu acompanho desde o início. Ali já estava perdidamente apaixonada por elas. Via que PRECISAVA de uma só não sabia qual. Já tinha olhado umas fotos antes e tinha me encantado com a Friendly Freckles, Natasha Moore e com a Pow Wow Poncho. Mesmo sem ter uma eu já amava (vide essa foto) Mas foi só ver as fotos do lançamento de agosto de 2009 que eu decidi: era ela a minha 1ª doll. Falei com a Bruna Wretzky e pedi a PunkP. Começou a busca por roupinha e tudo. E fui ficando mais fascinada por elas, mesmo antes da Vicky chegar.

A Victoria chegou aqui dia 22/09/2009. Lembro que eu tava quase de saída quando o carteiro bateu no portão aqui de casa. Fui correndo pegar a caixa e tratei de esconder enquanto eu ia pagar meu carnê da minha formatura. Nunca saí e voltei tão rápido aqui pra casa. Cheguei, me tranquei no quarto, peguei a caixa e comecei a abrir. Queria abrir logo tudo, mas queria registrar aquele momento! Assim que vi a caixa com ela dentro minhas primeiras palavras foram “mas tu é cabeçuuuuuuda!!!”. Depois de muita luta consegui retirá-la da caixa.

Não acreditava no quanto ela era mais bonita pessoalmente. Ficava olhando pra ela feito uma boba. No início escondia da minha família, mas foi só a mãe ver que ela também achou bonita. Ela é minha moreninha quase minha ‘mini-me’ (se não fosse o cabelo curto e a franja…). Ela gosta de rosa, ama as irmãs, ama estar bem vestida e tem seus momentos engraçados. Hoje ela tá bem mais parecida com o que eu sempre queria. Graças a que a customizou!

A chegada da Vicky despertou em mim o gosto pela fotografia. E através dela conheci pessoas super legais, como a Neila e a Dri Lemos , além de outras pessoas super fofas que eu conheci via Flickr. Hoje tô na “gestação” da minha 5ª blythe e sei que não vou parar nessa. Mas a Vicky sempre vai ser a queridinha da casa!

Leia Também

4 Comentários

  • Responder Sahris 27/01/2011 at 15:43

    Que coisa mais fofa linda historia de mãe e… Boneca hehehe não vejo a hora de ganhar a minha querida blythe♥

  • Responder giulia 14/12/2010 at 17:20

    Que fofa você com “medo” da família!rs eu sou apaixonada por bonecas! gosto de tirar fotos delas e criar personagens pras mesmas “incorporarem”. Acho que uma das melhores coisas na Blythe é poder custumizar,fatalmente orgulho de quem sou e da minha fixação por bonecas, UHHASUSHAU.

  • Responder marina m. p paz 21/11/2010 at 08:19

    :19: que linnda a minha tbm é chic eu adoro ficar olhando ciriar roupas

  • Responder Mih 23/10/2010 at 15:21

    que linda!
    estou ansiosa pra ganhar a minha, vou registrar tudo!kkk
    “Eu não percebia que estava num caminho sem volta.” realmente, você se apaixona por elas e não consegue mais parar kkk

  • Comentar